Quinta-feira, 10 de Setembro de 2009

Amigo...

 

 

Amigo

tu que choras uma angústia qualquer

e falas coisas mansas como o luar

e paradas

como um lago adormecido

acorda!

Deixa de vez 

as margens do regato solitário

onde te miras

como se fosse tua namorada.

Abandona o jardim sem flores

desse teu país inventado

onde tu és o único habitante.

Deixa os desejos sem rumo

de barco do deus-dará

e esse ar de renúncia

às coisas do mundo.

Acorda, amigo,

liberta-te dessa paz podre de milagre

que existe 

apenas na tua imaginação.

Abre os teus olhos e olha,

abre os braços e luta!

Amigo,

antes da morte vir

nasce de vez para a vida.

 

 

 Manuel Fonseca in " Poemas Dispersos"

 

 

 

 

sinto-me:
tags:

publicado por sara correia às 21:08
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.arquivos

. Maio 2012

. Março 2012

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Dança com o diabo

. avatar

. Prazer da noite

. Avatar the movie

. estreia oficial

. É hoje...

. a ler agora...

. A ler agora...

.links

.posts recentes

. Reading now....

. bd part II

. cinzas

. Amar-te

. Dança com o diabo

. Ferias

. Muito em baixo

. Sofrimento...

. Midnight Breed- O beijo d...

. Hush, Hush

SAPO Blogs

.subscrever feeds